quinta-feira, 16 de abril de 2015

Keikis/mudas– os bebês das Orquídeas;

Estou retornando as atividades do blog, espero que vocês que me visitam fiquem felizes com a notícia, pois eu estou muito contente em retornar! J


Resolvi começar a escrever sobre as dúvidas mais comuns e interessantes que recebo.

Bom...
Como já recebi muitas dúvidas de pessoas que não sabem o que fazer com os Keikis ou keikes, essa será a primeira matéria dessa nova fase.
Quer saber como separar da matriz? 
Como plantar? 
Como incentivar o surgimento das mudas? 
Então, vamos lá!


Mas você sabe o que é um Keiki?
A palavra keiki ou keikis (no plural), tem origem no Hawaii (Havaí), e quer dizer bebês.
Os Keikis são aquelas mudas de orquídeas que aparecem, geralmente, na haste floral ou no pseudobulbo da orquídea.
Eles são mais comuns nas orquídeas Phalaenopsis, Epidendrum e Dendrobium.

 A foto da esquerda é a original, na direita marquei os 2 keikis.


É possível incentivar o surgimento de keikis?
Sim. É possível e mais comum do que você imagina.
Existem hormônios vegetais que podem estimular o nascimento deles.
O que os produtores desses hormônios recomendam é aplicá-lo no “nó”da haste floral ou pseudobulbos, e até na base.
O fato é que nunca vi vendendo aqui no Brasil, mas também não procurei. Já para quem tem facilidade de viajar, nos USA não é difícil de achar.
Outra maneira, e essa vale para as Phalaenopsis, é aplicar canela em pó na superfície do vaso de uma Phal em floração. Já falei sobre isso aqui no blog, onde explico sobre a opção de cortar ou não a haste depois que as flores caem.
Uma curiosidade que talvez você não saiba... essas mudinhas são geneticamente idênticas às suas matrizes (mães). Então suas flores, serão iguais.


Como cuidar do keiki?
Nos dias quentes, é importante borrifar água sobre o keiki e suas raízes, pelo menos uma vez ao dia. Nos dias frios, pode-se alternar.
Algumas pessoas também já iniciam a adubação de crescimento ou utilizam o próprio hormônio de estimulação para adubar.
Minha experiência e como eu faço...
Quando eu dou algum suplemento ao keiki, geralmente é só o superthrive, e apenas 1 vez no mês, mas só a partir do momento que surgem as raízes, e se separo da matriz, suspendo por pelo menos 30 dias ou até que o keiki demonstre que não está em dormência.

Quando separar da matriz(mãe)?
Essa eu acho que é a pergunta campeã quando me perguntam sobre mudas.
Bom...
O que eu recomendo é a partir do momento que ele tiver 3 raízes ou mais e cada uma deve ter pelo menos 3cm.

Essa floração está saindo de um keiki que eu não separei da matriz. 

Como separar da matriz(mãe) quando o keiki está na haste floral?
As mudas de Phalaenopsis, por exemplo, podem nascer tanto na base, quanto na haste. 
Quando o keiki está em uma haste...
Se a matriz está presa em uma árvore, eu não corto o keiki da haste, apenas amarro  no tronco bem firmemente, de forma que as raízes fiquem encostadas. Em poucos meses ele começará a grudar no tronco também.
Se ele estiver em um vaso, você pode replantar só a muda ou então a mãe e o “bebê” no mesmo vaso. Aproveite para trocar o substrato!
Eu tenho a impressão de que quando eles são plantados juntos, de alguma forma a matriz ajuda no desenvolvimento do keiki. Não sei se realmente acontece, mas é algo que eu percebo nas minhas.
Para retirar o keiki da haste, pode-se cortar cerca de uns dois dedos abaixo do ponto que ele surgiu e deixar o que tiver de haste para cima. Esse pedaço de dois dedos de haste, ajudará a fixar a muda no vaso.
Coloque canela em pó no corte que foi feito na haste que ficou na matriz e também na haste que ficou com o keiki.
Depois de replantar a mãe, coloque cuidadosamente o keiki ao lado e com cuidado procure enterrar um pouco suas raízes. Se sentir que não ficou firme, faça um tutor com um palito de churrasco e amarre no pedaço haste onde está o keiki.


Como separar da matriz(mãe) quando o keiki está no pseudobulbo ou na base?
O keikis de Dendrobium, por exemplo, geralmente nascem de um nó do pseudobulbo.
Se esse for o caso da sua...
Basta destacar delicadamente o keiki do pseudobulbo, não precisando cortá-lo. O corte é opcional. Tem pessoas que cortam e outras não. Eu como espero a muda estar bem crescidinha, não corto.
Ah! Para destacá-la, segure na base, naquela parte mais gordinha, assim você não corre o risco de quebrá-lo.

Posso adubar o keiki após plantá-lo?
Eu não recomendo.
O que eu prefiro fazer é, depois de colocá-lo no vaso, aguardar até que eu perceba que ele cresceu um pouco, que teve alguma mudança desde o plantio. Só aí eu começo a adubar.
Isso é preferência minha. Tem pessoas que começam a adubação já no dia do plantio.
 Cuidar de orquídeas na verdade não tem bem uma receita de bolo. Vai muito das experiências. O que dá certo para um, às vezes não dá para outro.
O que posso e procuro fazer é mostrar como eu faço e vem dando certo, ok!?

Espero que tenham gostado!
Você pode me dar um feedback clicando, no fim da postagem(parte rosa) em: dica útil, interessante, legal ou gostei.

Ah! E se gostou... compartilhe nas redes sociais ou recomende no Google (G), o link também está na parte rosada, logo aqui embaixo...

36 comentários:

  1. Olá Cynthia seja bem vinda.tenho um dendrobium que tem vários keikes. Eu gosto de a ver assim mas não sei se tenho que os tirar.ele de momento está com flores.senão tirar os keikes prejudica a planta?obrigado.bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi, se você reparar uma foto que tem uma Denphal florida, nessa mesma matéria, verá que quer floresceu foi o Keiki. Ele está há bastante tempo preso na mãe. Acabei não tirando e replantando. A mãe está um pouco debilitada, mas já emitiu mais um broto.
      Se não quiser tirar, ok. Acho que também não terá problema.
      Bjs, Cynthia

      Excluir
  2. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Muita paz.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. António, obrigada pelas suas palavras tão carinhosas.
      espero que meu blog passa ajudá-lo bastante! :)
      Vou visitar o seu blog tb.
      Beijos, Cynthia

      Excluir
  3. Cynthia minha fofa eu tô aqui co 1 denphal q o keike ta enorme mas cm medo d tira porq 1 raiz cresceu tanto prqe fiqei esperando mais raiz a raiz longa passou po dentro da folha da mae ai fiquei cm medo d corta e dexei ja ta ficando velho prendi ao lado 1 toquinho d xaxim tenho ums pedaços q guardo como ouro kkkk mas percebi q as 2 raizes so tem 2 1 ta ficando escura me aconselha ai o faço? Mil bjocas vc começou cm tudo brigadao fofinha valeu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Elisabete!
      Tudo bem?!
      Eu tenho uma, está até na matéria, é a florida, que eu não separei da mãe. Acabei esquecendo e o tempo passou e acabou ficando por lá. Já tá há tanto tempo, que as flores não são da mãe, e sim do keiki.
      A Matriz está até com outro keiki mais novo. Tem uns 7 cm.
      Se você não quiser tirar, acho q tb não terá problema.
      Aproveite o seu xaxim. Eles valem ouro mesmo. rsss
      Bjs, Cynthia

      Excluir
  4. Muito brigada qerida vc é 1 amor e pleno ferido aq gastando seu precioso tempo com a gente vc podia ter face pra gente mostra fotos das nossas fofuchas esse tal linck ñ tenho ideia d cmo faz sou analfaformatica kkkk brigadao minha fadinha vc é 10 bejocas p vc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou muito de usar facebook, mas tenho uma página lá: Cynthia Blanco.
      Agora a foto das orquídeas eu publico no meu álbum. Entra lá:
      http://instagram.com/cynthiablanco98?ref=badge

      Beijos, Cynthia

      Excluir
  5. Olá Cynhia,
    tenho uma Dendrobium na árvore cheia de keikis, mas a mãe está muito debilitada. Inclusive achei que fosse morrer. Eu tenho ela há 2 anos e ela não da flores, só dá filhotes. O keiki que nascei ano passado eu tirei, mas ele não sobreviveu, então desta vez eu vou deixa-los junto com a mãe e amarrar na arvore.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simone, se ela está na árvore, a melhor opção é realmente não separar. Só encostar as raízes no tronco e amarrar que ela vai grudar com o tempo.
      Dá uma olhada na última postagem que fiz, sobre o dia das mães, no final tem os manuais de cultivo. Clica nos das Dendrobium. Isso acontece pelo excesso de regas. Tb pode procurar aqui pela postagem: como fazer minha Dendrobium florir?
      Bjs, Cynthia

      Excluir
  6. Olá Cynthia, que bom que falou em keikes. Eu cortei as 28 hastes de uma dendrobium que ficou muito grande e deixem brotarem. Deu tantas mudinhas que agora não sei bem onde colocá-las, Não disponho de arvores. Coloquei em tronquinhos, mas amarrei uma mudinha pertinho da outra.Sei que irão crescer e ai o tronco ficará pequeno.Posso colocar em suportes de fibra de coco? Em que tipo de vaso posso plantar? Gostaria de mandar uma foto, como devo fazer? Elas estão enraizando bem. Quantas mudinhas posso colocar em cada vaso??? Agradeço sua atenção.. Diva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diva, Vc pode deixar no tronco até elas crescerem mais. Como demora, vai dar para ficar um bom tempo ali. Depois, qd sentir que precisam trocar, vc pode tirar só algumas. Molhando as raízes, você consegue descolá-las com mais facilidade.
      Vc pode publicar a foto em algum perfil seu na internet e mandar o link aqui para mim. É só colar em resposta a esse comentário.
      O cultivo em vaso será um pouco mais difícil que no tronco, mas é possível sim. O ideal para mudar é vaso de plastico e pequeno. Dependendo do tamanho delas, vc pode colocar várias. Aconselho colocar um pouco de musgo sphagnum no vaso, ok?
      Mas se fosse você, se elas estão se adaptando ao tronco, deixaria lá!

      Beijos, Cynthia

      Excluir
  7. Oi Cynthia, como vai? Estou sempre por aqui e hoje tenho uma dúvida q é a seguinte: ontem uma amiga me deu 3 mudas de orquídeas,ela ganhou de uma vizinha q nao poderia cuidar, ela tb nao sabe....daí me repassou as 3, cada uma delas plantadas num vasinho de plástico, daqueles mais ou menos do tamanho dos vasos das violetas, sabe? Aí o seguinte: eu nao sei como faço, as plantinhas estavam praticamente "soltas" nos vasos, cheguei em casa e troquei o substrato de cada vaso e tentei colacar a planta mais firmezinha, entende? Agora nao sei o q fazer, se tem q adubar, a quantidade (pq imagino q deva ser menos q uma planta adulta, né). Tb nao sei te falar pelas folhas qual a identificação das orquídeas, a única coisa q tenho certeza é q nao se trata da Phalaenopsis, pq estas eu conseguiria identificar.....Me ajude, me dê uma dica por favor?? abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliane,
      O que mais difere a muda da adulta é a quantidade de água. Vc vai perceber que a muda secará mais rápido. É assim mesmo, pq ela consome mais água. Aconselho a sempre que estiver quente, borrifar água nas folhas no início da manhã.
      Qt a adubação, vc precisará de adubação de crescimento. Dá uma olhada na postagem saiba mais sobre adubação.
      A quantidade é a mesma e o intervalo tb.
      O maior cuidado é em manter a umidade, pois mudas são bem mais sensíveis.
      Bjs, Cynthia

      Excluir
  8. cyntia a minha dendrobium esta com caule magrinho; mas deu keiks hoje replante os keiks quando tireia mãe as raizes ddela estava escuras mas mesmo assim replantei sera que vei dar certo? tenho outra que replantei esta saindo uma haste de flor mas esta tão pequena que parece mini sera porque?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela, orquídeas mais jovens tem haste menores e com menos flores, qt mais velha vai ficando, melhor é a floração.
      Você pode regar ela, 1 vez na semana, com 5 gotas de complexo B diluído em 500ml de água. Vai ajudar a produzir mais raízes.
      Bjs, Cynthia

      Excluir
  9. Cynthia, que bom que retornou!!!! Hj não tenho dúvidas!! Vim apenas desejar um feliz retorno e muita saúde e paz!!! beijos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lais, estou nesse vai e volta. rsss
      A vida está muito louca, contando ninguém acredita. rssss
      Mas agradeço o seu carinho.
      Beijos, Cynthia

      Excluir
  10. Oi Adoro seu blog e suas dicas ! Utilizei muitas ;) !
    Que bom que voltou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisangela,
      Pois é...
      Estou sempre nessa, indo e voltando. rsss
      A vida está meio doidinha e por isso acabo não podendo atualizar o blog.
      Mas fiquei muito feliz com a sua gentileza.
      Obrigada pelo carinho.
      Beijos, Cynthia

      Excluir
  11. Olá, Cynthia. Que bom que voltou! Estou feliz pois senti muita falta de seus posts que me ajudam pra caramba! Também faço uso de muitas dicas suas.
    Adoro seu blog! Deus abençõe. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari,
      Que bom que o blog tem ajudado.
      Fico realmente feliz por isso.
      Sem contar que a cada dia mais e mais pessoas estão se apaixonando pelas orquídeas. Isso não é maravilhoso?
      Desculpe-me pela ausência, mas minha vidinha tem estado meu complicada e acabo não podendo estar aqui o tanto quanto gostaria.
      Agradeço o seu carinho.
      Beijos, Cynthia

      Excluir
  12. Boa tarde!
    Como cultivar a espécie de orquídeas de raízes aéreas? por que sao mais caras do que as outras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Laura.
      Você deve estar se referindo ao gênero Vanda.
      Ela é cara porque demora muito tempo para florir desde o seu "nascimento".
      Enquanto tem orquídeas que em média em 2 anos podem florescer, é comum a Vanda levar mais de 5 anos para ter a primeira floração.
      Então...
      Imagina o tempo dispensado para cultivá-la, o gasto com água, adubos, mão de obra, ...
      Por isso que o produtor acaba pedindo mais.
      Sem contar que algumas nem são produzidas aqui, vem da Ásia como mudas e são cultivadas até chegar a fase de floração e aí sim vendidas.
      Quanto ao cultivo, lá em cima, no menu, tem a opção VANDA, clica lá, tem um pequeno manual.
      Beijos, Cynthia

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Cynthia que bom que voltou. Você chegou justamente com o que eu queria saber. Há alguns meses atras, abandonei uma orquídea que tinha certeza, estava morta. Deixei ela no fundo do quintal. Hoje reparei que ela está cheia de brotos (keikes, acabei de aprender). Não sei o que fazer. Se espero elas crescerem os 3 cm de raiz pra replantar. Jurava que a mãe estava morta. Devo muda-la de substrato. Ela estava abandonada a própria sorte no fundo do quintal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que sorte! rssss
      Vou falar o que eu faria, ok?
      Como ela ficou abandonada, não separaria agora. Deixaria alguns meses fixada na "mãe" e faria adubação de crescimento semanal ou quinzenal (conforme orientação do fabricante do produto).
      Além disso, todos os dias que não estiver frio, borrifaria água nas raízes dos keikes, porque as mudas sempre precisam de mais água que as adultas.
      Beijos e boa sorte, Cynthia.

      Excluir
  15. Olá, Cynthia. Tudo bem?
    Aqui em casa tenho uma muda de orquídea epidendrum que deu muitos keikes. Esta muda foi obtida a partir de uma muda da minha mãe, que por sua vez recebeu as mudas da minha avó . Mas, tanto a muda da minha mãe quanto a minha nunca deram flores. Será que esses keikes um dia poderão florir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, tenho uma orquídea que faz anos que só produz bebês... Nunca floriu...o que faço?

      Excluir
  16. Olá Cynthia, quando aparecerem os Keikis, eu tenho que tirá-los e replantá-los ou posso deixá-los na matriz(mãe)

    ResponderExcluir
  17. Olá Cynthia, gosto muito do seu blog. Tb adoro orquídeas. Tenho uma phal q está com um keiki na haste, ainda está sem raiz mas a haste está secando. O que eu posso fazer? Obrigada,
    Katia

    ResponderExcluir
  18. Oi vi na internet k mudas de orquideas demoram 06 anos pra dar a primeira flor como os bebes das orquideas mal crescem ja dao flor obgd amo seu blog adoro suas dicas

    ResponderExcluir
  19. Adorei as dicas, todas as minhas estão com bebês prontos já para separar rs

    ResponderExcluir
  20. Adorei as dicas, todas as minhas estão com bebês prontos já para separar rs

    ResponderExcluir
  21. Olá! Tenho uma phal de interior com 2 mudas há cerca de 2 anos! Elas estão nas hastes da mãe e ainda não têm raízes. No ano passado tiveram ambas floração, mas a haste das flores acabou por secar nas duas mudas no início deste ano. Têm folhagem e já começaram a desenvolver novas hastes onde já começam a aparecer pequenos botões de flores. Não entendo porque é que as raízes não aparecem... Se calhar o melhor é deixa-las agarradas à mãe?
    Não sei o que seria melhor fazer nesta situação, espero que me possa aconselhar :)

    Desde que tenho a minha orquídea que tenho colocado canela nas hastes que corto (apenas quando estas secam), dica que aprendi neste blog ;) E só agora é que me apercebi que poderá ser essa a causa do aparecimento das minhas mudinhas!

    ResponderExcluir
  22. Onde encontrar está pasta de keikes pra vender

    ResponderExcluir