quarta-feira, 22 de abril de 2015

Orquídea para o Dia das Mães? Tudo que você precisa saber na hora de escolher...

  
Está chegando a época do Dia das Mães. As lojas e supermercado estão cheias de flores e também muitas orquídeas.
Elas são lindíssimas e atraem olhares, mas o que você deve observar na hora da escolha?
Eu sempre indico buscar as mais saudáveis e nem sempre isso é sinônimo de flores mais belas, mas como fazer isso?
Acerte na escolha para que seu presente seja duradouro, e floresça muitas outras vezes!

 Existem algumas partes da orquídea que você deve ficar de olho para comprar um bom exemplar e evitar um problema. 
Olha as dicas que separei...

Saúde das raízes:
Se o vaso for transparente, ótimo. Verifique se todas ou a maioria das raízes estão esbranquiçadas ou verdes. Isso é ótimo! Fique atento ao excesso de raízes escuras e ocas, a planta pode estar com o sistema radicular prejudicado.

Foto da esquerda, raízes brancas, indicando que estão saudáveis e secas. Foto da direita mostra em detalhe as pontas de duas raízes saudáveis e em plena atividade.


Ambas as fotos indicam ótimas raízes. Reparem que nos dois vasos as raízes estão verdes, isso é porque ainda tem umidade no vaso. Se o vaso estivesse seco, estariam esbranquiçadas. 

Esses dois exemplares também estão muito saudáveis. 

 Essas duas fotos mostram raízes com pouca saúde. Com o tempo, se não recuperar o sistema radicular, as orquídeas irão murchar até morrer.

OBS: É normal algumas raízes de orquídeas que saem do vaso ficarem um pouco secas, isso porque elas não conseguem captar a umidade do substrato e do ambiente que pode estar com baixa umidade. Quando for comprar, olhe as raízes de dentro do vaso, ok?


Qualidade das folhas e dos pseudobulbos:
Folhas firmes e em tom de verde saudável (nem amarelo e nem muito escuro) é um ótimo sinal!
Folhas moles podem indicar desidratação.
Folhas amareladas ou verde escuro, em geral mostram que a luminosidade não está boa, mas isso, pelo menos inicialmente, não é nada demais. O principal é ter as folhas firmes e sem sinal de amarelamento na base das folhas ou manchas escuras.

Pseudobulbos gordinhos é sinal de que estão em plena saúde. Algumas vezes, por causa da floração, os bulbos podem ficar levemente murchos, mas se não for muito, não tem problema!





Observando as flores e os botões:
As flores também são importantes, né? Afinal são elas que serão o verdadeiro presente.
A primeira coisa é observar se não estão começando a murchar. Para isso, toque suavemente as pétalas, assim você sentirá se ainda estão firmes.
Flores firmes é um sinal de que ainda devem durar bastante.
Os botões também devem ser observados...
Quando me perguntam, sempre aconselho a evitar orquídeas com botões muito pequenos. Mas por quê? Bom... botões pequenos são fáceis de serem abortados.
Acontece que, até mesmo no transporte para o novo lar, principalmente pelo calor, mas algumas vezes até por uma mudança não muito brusca de temperatura, a planta poderá sentir um pouco e a primeira coisa que ela fará é abortar os botões menores.
Por isso é tão comum ver botões presos na haste e já amarelando sem ter um sinal de abrir. Não quer dizer que é só isso que faz os botões amarelarem, mas esse é também um motivo.
Então, procure flores firmes e se ainda tiver botões, que estejam grandes, com aparência de que estão quase no ponto de abrir.

Doenças, pragas e mofo:
Faça uma verificação na superfície do vaso. Se achar bichinhos, pode ser um sinal de que a orquídea provavelmente está sofrendo um ataque e você não vai querer comprar um hospedeiro que levará praguinhas para a coleção da sua mãe, né?
Se nas folhas você detectar um pequeno aglomerado branco, parecido com um  algodão, provavelmente são cochonilhas. Não é que não dê para tratá-la, mas se você pode dar um presente completamente saudável, para quê comprar uma que não está? Então evite essas!
Bichinhos verdinhos, pretinhos, esbranquiçados... andando pelas folhas (inclusive embaixo delas), nos pseudobulbos ou nas raízes, também não é boa coisa. Pode ser pulgão, percevejo... Descarte essas!
Outro cuidado deve ser com o mofo. É muito comum orquídeas morrerem por causa do mofo. E como muitos lugares que vendem não fazem o cultivo correto (ex: supermercados), a chance de mofo é grande. Para saber se uma orquídea está assim, você pode cheirá-la e também olhar a parte de baixo do vaso, que se for transparente vai dar para ver tudo. O cheiro é de mofo, não tem como não sentir e se o vaso for transparente permitirá você ver se tem aglomerados brancos nas raízes.
Já as doenças mais visíveis, consequentemente, mais fáceis de detectar são as causadas por fungos ou bactérias. Eles geralmente deixam manchas (podem ser marrons, negras...) nas folhas, podendo até mesmo manter a cor saudável, mas mudar a textura da folha atacada. Algumas doenças também atacam os bulbos, ok?
Manchas? fuja delas!
Ah! Mas cuidado. Tem orquídeas que pela própria "natureza" tem pintas nas folhas. Existem também pintas que são doenças, mas que não fazem mal algum. As mais comercializadas e que costumam ter pintas são a Oncidium sharry baby (orquídea chocolate) e as Paphilopedilum (orquídea sapatinho).

Separei algumas fotos... fuja de orquídeas assim:
 


 







Dica:
Orquídeas são um lindo presente, mas a maioria das pessoas não sabe cuidar delas.
Não é que seja difícil, apenas diferente da maioria das plantas.
Então, que tal entregar junto com a orquídea um pequeno papel com dicas de cultivo?
Aproveito para informar que, a próxima postagem será sobre o cuidado que a sua mãe precisará ter com a orquídea que acabou de ganhar. 

Espero que as dicas tenham sido úteis. E que você consiga comprar lindas e saudáveis orquídeas!


Algumas imagens foram retiradas da internet. Sites: aos, wordpress, orchid board, my first orchid, rv orchid works, repot me, orchids geeks, orchid made easy, care orchids home, orchids png, clouds orchids, about orchids, bklyn orchids, frompo, phalaenopsis.net, flickr, sobhaflowers,  e google search.

26 comentários:

  1. Obrigada!!!! Como sempre arrasando com a dicas!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei vc esta me ajudando muito com suas dicas ate....

    ResponderExcluir
  3. Estou com a matéria para o seu blog mas não consigo-lhe enviar. Qual seu e-mail?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nato, não tenho mais email pessoal.
      Você pode me adicionar no facebook e mandar a matéria em anexo na mensagem fechada.
      Aguardo vc.
      Cynthia.

      Excluir
  4. Tenho aprendido com suas dicas, tenho algumas orquídeas, na verdade 21. Mas estou num nível intermediário, tenho muito o que aprender. Obrigada por nos auxiliar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sissy, que bom poder ajudar.
      Até que você já tem um bom número de exemplares.
      Eu comecei com uma, depois mais uma... quando vi, rssss, já era! A casa tá lotada.
      Até aquelas que no começo eu achava feia e jurava que nunca ia comprar, já era, me apaixonei e comprei até as mais "estranhas". kkkk
      Beijos, Cynthia

      Excluir
  5. Andrea- Oi Cyntia, gosto muito das suas dicas.... tenho aprendido muito com voce....quero saber como e sua rotina de cuidar das suas orquideas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Andrea.
      Aqui no RJ, qd está quente, eu rego dia sim, dia não e das árvores quase todos os dias.
      Qd o clima está ameno, a rega fica mais ou menos a cada 3 dias nas árvores e 4 ou 5 nos vasos.
      Atualmente estou intercalando adubo com sulfato de cobre - 1 semana um, na outra semana o outro.
      Procuro sempre que tenho tempo, inspecionar, pois como ficam no quintal, ficam com mais risco de pragas.
      Bjs, Cynthia

      Excluir
  6. Cynthia, ganhei uma com manchas pretas em forma de bolas nas folhas. O que pode ser e como tratar?

    ResponderExcluir
  7. Oi Cynthia tudo bem... meu nome é Mika.Acabei de adquirir 2 phaleonopsis aparentemente bem saudáveis, apesar das flores ja estarem caindo e alguns botões estarem abortados.Muitas das raízes estão saindo pra fora do vaso.Gostaria de saber´, quando posso fazer a troca dos vasos somente quando todas as flores caírem ou apenas depois que a haste floral secar totalmente!! por favor mim responda assim que puder!!! Muito Obrigada !!!

    ResponderExcluir
  8. Já comentei duas vezes e não consegui visualizar os comentários. É possível fazer contato por e-mail? Meu nome é Ubiratan e meu e-mail é birasamorim@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. Andrea - Oi Cyntia, fiquei muito feliz de voce responder meu comentario....gosto muito do seu blog....voce disse que esta intercalando adubo con sulfato de cobre.....Eu moro em Miami....voce acha que eu posso encontrar aqui?.....Deixa eu te falar como e minha rotina, para saber se estou fazendo bem.....as orquideas que nao tem flor coloco a metade do adubo 20 20 20 uma vez por semana.....e as que estao saindo uma haste e tambem nas orquideas vandas coloco a metade do adubo 11 35 15 tambem 1 vez por semana... o que voce acha...estou fazendo bem?

    ResponderExcluir
  10. Cynthia que bom que achei seu blog!

    Estou precisando de ajuda.
    Comprei no ano passado uma orquídea Cattleya (quase certeza que é, não entendo nada) de presente para minha mãe.
    Acontece que até hoje (mais de ano) ela nunca conseguiu florir!
    Apareceram dois brotos novos e agora está no terceiro, mas quando o broto está maior e chegando no momento de nascer a flor, aparecem manchas pretas na base dele e começam a subir por ele. Com o tempo o brotinho fica todo coberto de manchas pretas e ele começa a amarelar...resultado: a flor não nasce e fica só o bulbo no final.

    Por favor me dê uma dica!

    OBS: adorei seu blog :)

    Ícaro

    ResponderExcluir
  11. Olá Cynthia , tudo bem preciso da sua ajuda, primeiro porque não sei qual o tipo da minha orquídea e segundo ela está murchando, suas folhas estão ficando preta, muitas raízes estão secas ou pretas.

    ResponderExcluir
  12. Oi Cynthia! Preciso muito da sua ajuda! Me ausentei muito tempo e não sei se realmente minhas orquideas estão mortas, ou ainda têm esperança. Estão secas! Pode me ajudar?Tetei enviar um email para você com as fotos de acordo com as orientações que encontrei aqui no seu blog, mas o email voltou. O que devo fazer?
    Um abraço, Rosane

    ResponderExcluir
  13. Cyntia tenho algumas orquideas, mas preciso de ajuda para uma cimbidium que está com uma hastea floral em desenvolvimento ainda pequena, mas acho que este crescimento esta muito lento, vc poderia me informar o que posso fazer. Seu blog é muito bom, não me canso de ler suas dicas, vc comercializa orquideas. Abracos. Marcelle

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Cynthia comprei uma orquídea e esta com folhas e bulbos amarelados. Oque pode ser?

    ResponderExcluir
  16. Cynthia comprei uma orquídea com esta com folhas e bulbos amarelados. O que será.


    ResponderExcluir
  17. Olá Synthia boa noite....amei seu trabalho....Parabéns pelo exemplo de pessoal em ajudar as outras com suas dicas!!!!

    ResponderExcluir
  18. Olá Synthia boa noite....amei seu trabalho....Parabéns pelo exemplo de pessoal em ajudar as outras com suas dicas!!!!

    ResponderExcluir
  19. Cynthia, por favor, espero que possa me ajudar!
    Ganhei uma phalaenopsis do meu marido e ela está com muitas flores e folha verde normal, entretanto, as raízes estão ocas e algumas acredito que podem estar podres dentro do vaso. Ela está em um vaso transparente e de plástico. Quando tirei esse vaso plástico de dentro de um vaso de madeira que ela veio, verifiquei que estava com mofo e joguei fora, mas não sei como tratar as raízes agora, por conta da floração. Estava estudando e vi que não é aconselhável mexer enquanto ela tiver flores, o que fazer?

    ResponderExcluir