terça-feira, 6 de maio de 2014

Pragas e doenças que atacam as orquídeas: manchas e pintinhas nas flores (Fungo Botrytis)

As flores da sua orquídea estão com manchas marrons?
Saiba que isso é resultado de um ataque causado pelo fungo Botrytis cenerea
Geralmente ele ataca em épocas de frio e alta umidade e, em locais que tenha baixa circulação de ar.

A doença é mais comum nos gêneros Phalaenopsis e Cattleya, mas também ataca outros gêneros.
E seu aparecimento é mais frequente nas flores mais velhas.
Importante! Este fungo se restringe apenas as flores. A permanência dele no exemplar, não irá atacar folhas, pseudobulbos, raízes e rizoma.
Prejudica apenas a beleza das flores e seu valor comercial!

A disseminação do fungo acontece através do vento, chuva, rega...
O fungo pode se espalhar rapidamente entre o tecido das flores, levando menos de 24 horas para se perceber esta evolução.
Conforme a infestação evolui, é percebido aumento na quantidade de manchas e às vezes no tamanho delas.


COMO PRVENIR?
- A melhor forma de prevenção é manter o local do cultivo limpo. Não deixe acumular flores secas, folhas e outras matérias orgânicas no chão, pois isso atrai o fungo e facilita a contaminação.
É recomendado que ao primeiro sinal do fungo faça uma higienização do chão com cloro e água.

- Observe a circulação do ar no local de cultivo. Uma suave brisa em alguns momentos do dia (em dias quentes ou frios) é fundamental. Caso isso não ocorra naturalmente, você pode colocar um pequeno ventilador para auxiliar o movimento do ar.

- Na hora da rega evite molhar as flores. A água que permanece nas flores pode favorecer o surgimento e crescimento do fungo.
Evite a rega noturna. Procure molhar sua orquídea no início da manhã, pois é o momento do dia de maior calor e ela se secará antes da queda de temperatura que ocorre naturalmente com o cair da noite.

- Como este fungo ataca também outras flores, faça uma inspeção no seu jardim. 
Outras plantas que podem ser atacadas por esse fungo: violetas africanas, Amarílis, alguns tipos de lírios, azaléias, begônias, cactos, camélias, crisântemos, dálias, samambaias, gardênias, flor de maracujá...


APARECEU O FUNGO? O QUE FAZER?
Além das medidas preventivas citadas acima, é recomendando, em caso de poucas flores afetadas, o corte da flor e queima (coloque a flor em uma fogueira ou na chama do fogão. Isso matará o fungo!).
Se todas as flores já estiverem afetadas, e você tem a possibilidade de retirar o vaso do contato com as demais plantas floridas, não precisa tirar as flores, pois o fungo não evolui, ou seja, não atacará outras partes da planta. Apenas a afaste das demais e curta a floração.
Você pode utilizar fungicidas específicos para este fungo, mas eu e outros cultivadores não recomendamos. O fungicida é recomendado mais em caso de grandes produtores, para evitar a perda financeira.
O que recomendo é para pequenos cultivadores caseiros, é seguir a prevenção e percebendo o fungo, a retirada manual da flor atacada e isolamento da planta.

É importante fazer, durante todo o ano, a prevenção para evitar o aparecimento deste ou outro fungo nas suas orquídeas.



Fonte: Google imagens, aos e Hark orchideen.

11 comentários:

  1. posso usar musgo verde na uti para orquideas, já li a sua mateira mais não consegui entender direito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo, você deve usar o musgo desidratado. O nome dele é musgo sphagnum (esfagno).
      O musgo vivo não serve.
      Bj, Cynthia.

      Excluir
  2. Minha phaleonopsis estava com uma haste em crescimento, quando fui prender ao tutor sem querer quebrei a ponta da haste dela. Vai crescer outra no lugar ou perdi a floração? outra dúvida, que adubo usar nessa fase e com que frequencia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vitor!
      Vamos lá...
      No seu lugar, se a parte quebrada ainda estiver na haste, deixaria lá.
      Dependendo de onde tenha quebrado, pode ser que ela floresça normalmente.
      Por exemplo, se ela quebrou e abaixo da ruptura tiver botões, estes provavelmente irão florir.
      Se não tiver, ainda existe a chance de um nó se bifurcar.
      Nó são essas "listrinhas" de cor palha que aparecem ao longo da haste.
      Se bifurcar, de um dos nós sairá uma mini haste e dela novos botões.
      Não há como afirmar ou não que ela florescerá.
      Você precisará ter paciência.

      A adubação não só pode como é recomendada ser feita.
      Mas só enquanto não tiver flores abertas.
      Quando a primeira flor abrir, suspenda a adubação!
      Para estimular, você deve escolher um adubo que tenha baixa proporção de nitrogênio (N) e alta proporção de fósforo (P). Exemplo de adubo NPK para floração: 10-30-20 ou 08-45-14.
      Nitrogênio é o primeiro número e Fósforo o segundo.
      A frequência é a recomendada no rótulo do fabricante.
      Pq dependendo da proporção, pode ser 1 colher de café diluída em litro de água ou em 2 litros de água.
      O fabricante sabe a quantidade de água ideal para aquela fórmula.
      Espero que tenha ajudado.
      Aconselho você a ler este post. Ele é bem completo sobre adubação:
      http://cynthiablanco.blogspot.com.br/2011/08/saiba-mais-sobre-adubacao.html
      Boa sorte,
      Cynthia

      Excluir
    2. Obrigado, o porém é que quando a haste quebrou ela ainda estava/está bem pequena, com poucos centímetros e eu tirei a ponta quebrada, agora depois de alguns dias parece que o crescimento da haste parou e a ponta está branca, creio que cicatrizada. Só me resta esperar para ver se continua o crescimento ou não...

      Ah e quanto aos adubos, posso adubar com os de manutenção? tenho um 10-10-10, serve também ou tem que ser o específico para floração??

      Excluir
    3. Vitor, se você só tem esse. Use-o.
      Convém depois comprar um para floração. Ele ajuda a estimular ter flores mais firmes, mais duradouras e em maior quantidade.
      Mas o de manutenção (10-10-10) é equilibrado. Então serve para qq época.
      Bj, Cynthia

      Excluir
  3. Tenho várias orquídeas fixadas no tronco de um coqueiro, as flores estão com essas manchas marrons. Como controlar essa praga? Há várias orquídeas que ainda não floriram e outras que estão com brotos para abrir. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Oi Cynthia. Achei muito uteis as suas dicas. No meu caso a orquidea esta com fungos (manchas pretas na folhas) e com pulgoes ou cochonilhas (parecem algodoes pequenos nas folhas e na parte de tras das raizes).tem alguma solucao? Goataria de saber o nome do fungicida para tratar as flores e tambem se posso usar oleo mineral para os pulgoes.
    Obrigada!

    ResponderExcluir